Doe

PEC 241 precariza serviço público e abre porta a privatizações

12/07/2016, às 11:55 | Tempo estimado de leitura: 3 min
Entrevista com Grazielle David, assessora política do Inesc.

O governo ilegítimo de Michel Temer já deu inúmeros sinais de que não tem compromisso algum com a garantia de direitos – muito pelo contrário -, trabalhando incessantemente por uma pauta conservadora e de retrocesso. Mas nada se compara à Proposta de Emenda Constitucional que prevê o congelamento de gastos públicos por 20 anos, principalmente nas áreas de Educação e Saúde. A PEC 241/16, enviada por Temer ao Congresso no mês passado, é um golpe mortal em conquistas importantes dos brasileiros, como o Sistema Único de Saúde (SUS), alerta Grazielle David, assessora política do Inesc, em entrevista ao IHU On-Line.

“Se essa PEC for aprovada, o SUS como conhecemos certamente não terá capacidade de existir. Poderá perder sua integralidade, isto é, sua proposta atual de cobertura universal, deixando de oferecer acesso a serviços como internação hospitalar, cirurgias complexas, tratamentos mais caros e medicamentos, fornecendo somente a atenção básica a todos. Ou, ainda, poderá se reduzir a universalidade, focando na promoção de uma política de saúde para as populações mais pobres, semelhante ao modelo norte-americano atualmente”, afirma Grazielle.

Segundo a nossa assessora política, a PEC 241 impossibilita o crescimento e o aumento real de investimentos nos direitos e políticas sociais, promovendo assim a precarização dos serviços públicos. E ato contínuo, vêm as propostas de privatização. Já vimos esse filme…

Grazielle responde ainda a questões relativas ao pretenso déficit na Previdência Social, a política de ajuste fiscal, o futuro das políticas sociais no Brasil sob um governo ilegítimo, sonegação e justiça fiscal.

Leia a íntegra da entrevista de Grazielle David ao IHU On-Line.

Categoria: Notícia
Compartilhe

Conteúdo relacionado

  • Foto: José Cruz/Agência Brasil
    Orçamento secreto é controlado por pequeno...
    O orçamento secreto movimentou entre 2020 e outubro…
    leia mais
  • Perfil dos eleitos nas Eleições de 2022
    Pesquisa realizada pelo Inesc, em parceria com o…
    leia mais
  • Equipe do Inesc na COP 27: Iara Pietricovsky, Tatiana Oliveira, Leila Saraiva, Cássio Carvalho e Livi Gerbase.
    COP 27 – Apesar do pouco avanço glob...
    A 27ª edição da Conferência do Clima (COP…
    leia mais
  • COP 27: Brasil precisa fazer uma transição...
    Representantes do legislativo brasileiro, de sindicatos dos trabalhadores…
    leia mais
  • Estudo lançado na COP 27 revela que Brasil...
    O fomento aos combustíveis fósseis no Brasil alcançou…
    leia mais