Doe

O fracasso de Doha

21/04/2019, às 22:16 | Tempo estimado de leitura: 3 min

Após quase duas semanas de negociações, a Rodada Doha, no âmbito das negociações da Organização Mundial do Comércio, fracassou na tentativa de ampliar a liberalização do comércio mundial. A incompatibilidade de interesses dos diversos países é apontada como a principal causa para o fracasso. A reunião, que começou no dia 21 de julho, e terminou oficialmente no dia 31.

O Inesc se posicionou sobre o episódio de forma clara: “a Rodada de Doha da OMC voltou a tropeçar devido à imposição da pauta pelos países desenvolvidos”, afirmaram Iara Pietricovsky, do Colegiado de Gestão do Inesc, e Edélcio Vigna, assessor para Políticas de Reforma Agrária e Soberania Alimentar, em artigo publicado no site da instituição (conheça a íntegra). Para eles, países emergentes, como a China e a Índia não se curvaram diante das ambições dos Estados Unidos e da União Européia. A avaliação é de que o Brasil, que ficou intermediando as propostas, pode ter tido sua liderança na OMC maculada. E agora, é preciso “voltar-se para a integração sul-americana e cuidar das feridas abertas no âmbito do Mercosul”.

A posição brasileira foi criticada, afirmou a Agência de Notícias Adital. Conforme a agência, o Parlamento do Mercosul aprovou uma declaração contrária à posição brasileira com esperanças de que a declaração, aprovada por unanimidade, influenciasse as negociações.

O documento foi encaminhado às chancelarias dos países do Mercosul. Nele, os parlamentares afirmaram seu apoio à unidade do Mercosul e do G-20 nas negociações. Eles manifestaram seu entendimento de que essa Rodada deveria resultar em uma abertura dos mercados agrícolas das nações industrializadas e a convicção de que Mercosul e o G-20 poderiam conciliar seus interesses diversos, mas convergentes, mantendo uma coesão diante das negociações da OMC.

Categoria: Notícia
Compartilhe

Conteúdo relacionado

  • Contra a cultura da violência, empatia e p...
    Quando um presidente da república afirma que “quem…
    leia mais
  • Protesto #EleNão – the largest women’s demonstration in Brazilian history, September 2018. Credit: EVARISTO SA/AFP/Getty Images
    Fiscal Futures: Bolsonaro is Leading Brazi...
    Desculpe-nos, mas este texto está apenas disponível em…
    leia mais
  • Presidenta Dilma Rousseff recebe o Conselho Nacional dos Direitos da Mulher, no Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil)
    Entidades questionam na Justiça decreto qu...
    Organizações da sociedade civil brasileiras ajuizaram uma Ação…
    leia mais
  • CFEM: o que é, de onde veio, para onde vai?
    Esta publicação visa facilitar a compreensão acerca da…
    leia mais
  • Poesia nas Quebradas + Feira do Corre
    O projeto Poesia nas Quebradas promove neste sábado…
    leia mais