Doe

Não basta resistir, é preciso bloquear avanço da mineração no Código Mineral

04/07/2016, às 12:37 | Tempo estimado de leitura: 3 min
Assessora do Inesc defende que é preciso juntar forças para construir articulação que dê conta das duas estratégias. Comunidades atingidas e representantes da sociedade civil participaram mês passado de encontro para discutir impactos e debater resistência.

Representantes de comunidades atingidas pela mineração e de organizações da sociedade civil que lidam com o tema se reuniram mês passado em Canaã de Carajás, no Pará, no VIII Encontro Regional dos Atingidos e Atingidas pela Mineração no Maranhão e Pará, para discutir os impactos da atividade em suas regiões e planejar estratégias de resistência. O Inesc foi representado no encontro pela assessora política Alessandra Cardoso.

Degradação do meio ambiente, inchaço populacional nas cidades, exploração e perda de territórios são alguns dos impactos sofridos por comunidades dos estados do Maranhão e Pará devido à atividade predatória da mineração em suas regiões. Para Alessandra Cardoso, o processo de resistência das comunidades deve está para além das reparações de danos ambientais e sociais, incidindo diretamente no Código Mineral do Brasil, que sustenta o avanço dessa atividade. “Precisamos juntar as nossas forças para construir uma articulação que der conta de tudo isso: de um lado a resistência, do outro de bloquear o avanço da mineração”.

Além dos debates, os atingidos e as atingidas pela mineração fizeram uma passeata pelas ruas de Canaã de Carajás, denunciando as violações causadas pelo sistema mina-ferrovia-porto da Vale/SA e sua duplicação. Por meio de cartazes, panfletos e relatos chamaram a atenção dos moradores do município para o falso discurso de desenvolvimento trazido pela empresa.

“Com o processo de crescimento muito agressivo da atividade mineradora – 500% nos últimos 10 anos -, todo mundo começou a refletir sobre a relação da mineração e as lutas contra a violação de direitos”, lembra Alessandra.

Leia mais aqui sobre o encontro.

Categoria: Notícia
Compartilhe

Conteúdo relacionado

  • Candidaturas Coletivas nas Eleições 2022
    Estudo do Inesc, em parceria com o coletivo…
    leia mais
  • Foto: José Cruz/Agência Brasil
    Orçamento secreto é controlado por pequeno...
    O orçamento secreto movimentou entre 2020 e outubro…
    leia mais
  • Perfil dos eleitos nas Eleições de 2022
    Pesquisa realizada pelo Inesc, em parceria com o…
    leia mais
  • Equipe do Inesc na COP 27: Iara Pietricovsky, Tatiana Oliveira, Leila Saraiva, Cássio Carvalho e Livi Gerbase.
    COP 27 – Apesar do pouco avanço glob...
    A 27ª edição da Conferência do Clima (COP…
    leia mais
  • COP 27: Brasil precisa fazer uma transição...
    Representantes do legislativo brasileiro, de sindicatos dos trabalhadores…
    leia mais