Doe

Infraestruturas logísticas, agronegócio e clima

31/03/2021, às 10:38 (atualizado em 23/04/2021, às 15:29) | Tempo estimado de leitura: 1 min
Analisa a retomada do projeto de ocupação e desenvolvimento da Amazônia brasileira, tendo o agronegócio e a infraestrutura logística como dois de seus pilares

O texto relaciona a instalação de um complexo logístico multimodal no distrito de Miritituba, no Pará, aos processos recentes de desmatamento, queimadas e grilagem de terras, em uma das regiões menos antropizadas da Amazônia brasileira. 

Degradação ambiental e dos modos de vida dos povos originários e comunidades tradicionais e camponesas são consequências deste modelo de exploração econômica. Efeito que contribui para a consolidação do Pará como  a unidade subnacional com maior nível de emissões de gases de efeito estufa derivadas das mudanças no uso da terra e da destinação de áreas para a agropecuária no país. 

Downloads

Infraestruturas logísticas, agronegócio e clima

Download

Categoria: Publicação
Compartilhe

Conteúdo relacionado

  • “Funai se transformou em Fundação Anti-ind...
    Sob o governo Bolsonaro, a Fundação Nacional do…
    leia mais
  • Fundação Anti-indígena: um retrato da Funa...
    Este documento, produzido pelo Inesc e pela associação…
    leia mais
  • Agência Brasil (CNA/Wenderson Araujo/Trilux)
    Inesc discute proposta de regulamento euro...
    A União Europeia colocou em discussão uma proposta…
    leia mais
  • Inesc representa a sociedade civil brasileira na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, em reunião temática sobre o Acordo Comercial Mercosul. Foto: Tiago Rodrigues/Amigos da Terra Brasil.
    Acordo de comércio entre Mercosul e União ...
    A Frente Brasileira Contra o Acordo Mercosul-UE e…
    leia mais
  • Quem vai pagar a conta pela estabilização ...
    Os preços dos combustíveis e gás de cozinha…
    leia mais