Haz un donativo

Sai Marina Silva, entra Carlos Minc: o que muda?

21/04/2019, às 10:19 PM | Tiempo estimado de lectura: 2 min
O novo ministro do Meio Ambiente assume a pasta num contexto de crise e em meio a preocupações com retrocessos na política ambiental brasileira.

A sociedade civil  organizada teme retrocessos com a saída da ex-ministra Marina Silva do Ministério do Meio Ambiente, principalmente no que diz respeito ao desafio de promover o desenvolvimento econômico do país associado à sustentabilidade ambiental e à promoção e defesa de direitos de populações, povos e comunidades. O pedido de demissão feito pela ministra, no entanto, já era esperado pelos que acompanham a política ambiental brasileira.

Os desafios da pasta ambiental permanecem para o novo ministro. Carlos Minc deverá enfrentar, por exemplo, desafios como a condução do setor de licenciamento ambiental do Ibama; a análise de grandes obras e o desempenho do Plano de Ação para a Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal.  A avaliação é do assessor de política socioambiental do Inesc, Ricardo Verdum, autor do artigo «O que esperar do novo ministro de Meio Ambiente».

Segundo Verdum, o cenário é complexo e o atual modelo de desenvolvimento tem e continuará provocando relevantes impactos sobre o meio ambiente, em decorrência das demandas crescentes por recursos naturais. Juntos, o agronegócio, a mineração e a infra-estrutura econômica orientam.

Categoría Notícia
Comparte

Contenido relacionado

  • Série Caminhos | Fundo Amazônia
    Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en…
    lea mas
  • Série Caminhos | Fundo Nacional de Meio Am...
    Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en…
    lea mas
  • Atuação da Rede de Ativistas pela Educação...
    Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en…
    lea mas
  • Inesc promove oficina de formação sobre or...
    Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en…
    lea mas
  • Brasília - Casa da Mulher Brasileira ( Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
    Casa da Mulher Brasileira não recebe verba...
    Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en…
    lea mas