Haz un donativo

Estudantes do Distrito Federal lançam campanha contra o racismo na escola

14/02/2019, às 3:42 PM (update on 16/03/2019, às 10:57 PM) | Tiempo estimado de lectura: 3 min
Ação foi desenvolvida por adolescentes do Paranoá vinculados ao Projeto Onda, iniciativa do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc).
Foto: Marcelo Tavares Borges

Com o mote “Por Que Não Amar?”, estudantes da escola CEF 05 do Paranoá (DF) lançam campanha de enfrentamento ao racismo com foco no ambiente escolar e na comunidade em que vivem. O evento de lançamento vai ocorrer na manhã do dia 27/2, na quadra coberta da praça central da cidade. Além da divulgação dos produtos da campanha, a atividade contará com apresentações artísticas e a presença de autoridades locais e nacionais.

A campanha foi desenvolvida por adolescentes vinculados ao Projeto Onda, iniciativa do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), a partir de atividades formativas em educomunicação que abordaram a temática do racismo na escola. Como resultado foi elaborado um planejamento de ações concretas que culminaram na produção de um conjunto de peças de comunicação com recorte antirracista.

Personagem Luzia criada pelos adolescente para representar o racismo vivenciado nas escolas

Visando sensibilizar a comunidade para a valorização da juventude negra, os estudantes optaram por uma abordagem positiva que celebra suas vidas e traços da cultura afro-brasileira. Para tanto, produziram um calendário com fotos e frases relacionadas à questão racial, um vídeo de celebração da cultura negra e periférica, cartazes temáticos para serem espalhados nas escolas e equipamentos públicos da região, assim como cadernos, broches e adesivos, produtos que serão apresentados no evento de lançamento.

Para representar o seu cotidiano, os adolescentes criaram uma personagem fictícia chamada Luzia – uma estudante negra que vivencia várias situações de racismo na escola. Além de desenvolverem sua história de vida e personalidade, os estudantes criaram um diário contendo relatos de algumas dessas situações sofridas no ambiente escolar. Esses relatos ajudam a conduzir a narrativa da campanha.

O Projeto Onda pela Paz, impulsionador deste processo, foi agraciado no último ano com o primeiro lugar do Prêmio Itaú-Unicef na categoria “Parceria em Ação”. A campanha “Por Que Não Amar?” se soma à educação em direitos humanos e formação cidadã promovidas pelo projeto, especialmente voltado para o público adolescente do Distrito Federal.

*Foto: Marcelo Tavares Borges

Assessoria de Comunicação da Campanha

Luana Pereira -(61) 9 9966-3360

Diego Mendonça – (61) 9 8221-9211

 

Categoría Notícia
Comparte

Contenido relacionado

  • Projeto Onda promove debates e oficinas so...
    Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en…
    lea mas
  • Poesia nas Quebradas + Feira do Corre
    Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en…
    lea mas
  • Foto: Marcelo Tavares Borges
    Estudantes do Itapoã promovem evento contr...
    Disculpa, pero esta entrada está disponible sólo en…
    lea mas
  • Foto: Marcelo Tavares Borges
    Estudantes do Distrito Federal lançam camp...
    Com o mote “Por Que Não Amar?”, estudantes…
    lea mas
  • Jovens do projeto Onda produzem campanha a...
    A partir de pesquisas feitas em sua escola…
    lea mas