Doe

Carta aberta assinada por organizações brasileiras é citada no Parlamento Europeu

27/02/2021, às 17:19 (atualizado em 12/03/2021, às 17:23) | Tempo estimado de leitura: 2 min
O Inesc compõe a Frente de Organizações da Sociedade Civil Brasileira contra o Acordo Mercosul-União Europeia
Imagem de Pexels por Pixabay

No último dia 25 de fevereiro, a carta aberta “O acordo Mercosul-União Europeia bloqueia o futuro do Brasil”, assinada pela Frente de Organizações da Sociedade Civil Brasileira contra o Acordo Mercosul-União Europeia, foi citada pela eurodeputada da Bélgica, Saskia Bricmont,  durante a reunião do Comitê sobre Comércio Internacional do Parlamento Europeu (INTA), em Bruxelas.

O documento deixa nítida a posição da Frente, contrária à ratificação do Acordo União Europeia-Mercosul e interessada no diálogo com a presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, representada pelo primeiro-ministro de Portugal, António Costa, e com eurodeputados.

Para a Frente, o Acordo contribui para uma escalada de violações de direitos humanos e socioambientais, e poderá bloquear o desenvolvimento do Brasil.

Além do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) também fazem parte da Frente Brasileira, a Rede Brasileira pela Integração dos Povos (REBRIP), a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB) e o Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (IBASE), entre outras organizações.

>>> Confira a carta na íntegra

 

 

 

 

Categoria: Notícia
Compartilhe

Conteúdo relacionado

  • Photo: @ illustration by Luisa Rivera
    Chega de comida fake
    A Contra-Cúpula Entre os dias 25 e 28…
    leia mais
  • Relatório Luz 2021 aponta retrocessos em p...
    No momento em que toda a comunidade internacional…
    leia mais
  • “Precisamos garantir nossa existência polí...
    Em uma rede composta por 22 mil organizações…
    leia mais
  • Análise da cláusula ambiental nos acordos ...
    A publicação analisa o impacto dos Acordos de…
    leia mais
  • Imagem de Pexels por Pixabay
    Carta aberta assinada por organizações bra...
    No último dia 25 de fevereiro, a carta…
    leia mais