fbpx
Doe

Ação: Direitos das (os) migrantes

Desde o começo da chamada “crise migratória”, mais de 103 mil migrantes venezuelanos solicitaram refúgio no Brasil, tendo como principal entrada a fronteira norte do país, pelo estado de Roraima. Estima-se que 32 mil venezuelanos moram atualmente na cidade de Boa Vista (RR), enfrentando condições precárias.

Além das dificuldades enfrentadas pela saída forçada de seu país, as (os) migrantes venezuelanas (os) também se deparam com graves situações de discriminação, exploração e abuso, que atingem de forma ainda mais perversa quem já vive na pele desigualdades estruturais, como as mulheres e crianças.

O Inesc, em parceria com a UNFPA, tem desenvolvido um trabalho de formação a partir do ciclo de oficinas “Uma cidade com políticas públicas acolhe bem a todos/as! Orçamento Público & Direitos dos/as migrantes”. Por meio da metodologia Orçamento & Direitos, nos propomos a estimular a aliança entre lideranças migrantes e organizações da sociedade civil de Boa Vista, estimulando a incidência no poder público por mais e melhores políticas públicas que acolham as (os) migrantes, ao mesmo tempo em que se consolidem como um legado para a população roraimense.

Fique por dentro
das novidades. Assine
a nossa newsletter.