Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais
Seções
Você está aqui: Página Inicial Notícias Notícias Gerais 2007 Abril Movimento dos Sem-Teto inicia série de ocupações em SP
Você está aqui: Página Inicial Notícias Notícias Gerais 2007 Abril Movimento dos Sem-Teto inicia série de ocupações em SP

Movimento dos Sem-Teto inicia série de ocupações em SP

Publicado em 27/11/2006 16:53

IG

IG/Último Segundo

SÃO PAULO - Cerca de 30 manifestantes sem-teto se encontram acampados em frente ao prédio da Caixa Econômica Federal, na Praça da Sé, região central da capital paulista. Segundo a Polícia Militar, os manifestantes tentaram ocupar ao menos três prédios durante a madrugada, mas foram impedidos pela Polícia Militar. Eles reinvidicam maior agilidade no repasse de recursos para a construção de moradias para a população de baixa renda.

O movimento começou na noite da terça-feira uma série de ocupações a imóveis e terrenos da capital paulista e de cidades da Grande São Paulo. Por volta das 23h40, um grupo de 200 pessoas ocupou um prédio abandonado do extinto Banco Nacional da Habitação (BNH), localizado próximo à Praça Roosevelt, no centro de São Paulo. Essas foram as primeiras ocupações de uma onda prevista pelo movimento.

Os manifestantes tentaram, sem sucesso, arrombar a porta de ferro. A pedido das mulheres do grupo, porém, um vigia permitiu a entrada. Entre os ocupantes estavam cadeirantes, idosos e crianças. No início da ocupação, a líder do movimento Fórum dos Cortiços e Sem-Teto de São Paulo, Verônica Kroll, afirmou que mais 200 pessoas deveriam ir para o local para reforçar. A Polícia Militar chegou ao local por volta da 1h da madrugada desta quarta-feira e não teve problemas para que o grupo desocupasse o prédio. As pessoas aplaudiram os policiais e afirmaram que o problema deles é com o governo. Ainda na região central, cerca de 50 pessoas tentaram ocupar um prédio abandonado na Avenida Cásper Líbero, 88. Os manifestantes, no entanto, foram impedidos pela PM.

Cerca de 20 minutos depois da ocupação do BNH, um terreno em Parada de Taipas, zona oeste, foi ocupado por outro grupo. Na seqüência, mais dois prédios tiveram ocupações em Sapopemba e em Caieiras.

Na zona leste, um grupo de cerca de 80 manifestantes, segundo a Polícia Militar, tentou ocupar um prédio vazio na Avenida Rangel Pestana, na altura do número 1.100, no Brás. A ação foi frustrada pela chegada de oficiais da PM.

A onda de protestos contra políticas habitacionais começou em Brasília, em frente ao prédio do Ministério das Cidades, onde manifestantes montaram um acampamento para reivindicar mais dinheiro para a construção de casas para a população de baixa renda. Coordenados pela União Nacional por Moradia Popular (UNMP), cerca de 150 movimentos de moradia prometeram mobilizar 100 mil famílias em dez Estados

Ações do documento

Comentários (0)

Apoio Institucional
  • apoio18.png
  • apoio19.png
  • apoio13.png
  • apoio12.png
  • apoio10.png
  • logoCEA.png
  • apoio9.png
  • apoio7.png
  • apoio6.png
  • apoio4.png
  • logosnf.png
  • logobrot.png